SaudeOnline.pt / Pedonline / pedo-entrevistas

Entrevista. “Dois terços das bronquiolites em crianças são provocadas pelo vírus sincicial respiratório”

A infeção por este vírus, que atinge 90% das crianças até aos dois anos, pode mesmo levar ao internamento e deixar sequelas, diz, em entrevista, o pediatra Hugo Rodrigues, da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

Doenças reumáticas em idade pediátrica. “É necessário um trabalho contínuo para evitar a desvalorização ou referenciação inadequada”

Apesar da evolução "gigante no conhecimento e tratamento" destas doenças nos últimos anos, "é necessário um trabalho contínuo formativo em relação à divulgação destas doenças", sublinha, ainda, a reumatologista pediátrica Filipa Oliveira Ramos, que vai presidir ao 1.º Congresso Português de Reumatologia Pediátrica.

  • hormona do crescimento

Hormona do crescimento. “Cerca de 10% das crianças com < 2 SDS apresentam risco de ter baixa estatura na idade adulta”

Segundo o pediatra Manuel Fontoura, o diagnóstico da insuficiência de produção de hormona de crescimento passa por várias fases de investigação (clínica, auxológica, imagiológica e laboratorial). Se confirmado o diagnóstico deve ser proposto o tratamento diário com hormona do crescimento.

“Precisamos de estar atentos à capacidade de resposta à doença aguda grave” nas crianças

A presidente da Sociedade Portuguesa de Pediatria, Inês Azevedo, defende que, embora a covid-19 não esteja a ter acentuada expressão nas faixas etárias infantis, existem outras infeções respiratórias, como as provocadas pelo vírus sincicial respiratório (VSR), que estão a preocupar os pediatras.

EM em idade pediátrica: Neurologista Filipe Palavra lidera estudo com Teriflunomida

Ensaio TERIKIDS conclui que a Teriflunomida reduz de forma significativa o risco de surto clínico. Ao SaúdeOnline, o especialista refere que até 10% dos casos de EM manifestam-se em idade pediátrica e fala sobre os desafios do tratamento e diagnóstico.

  • hipertiroidismo

Entrevista: Hipo e hipertiroidismo na gravidez são fatores de risco para mãe e feto

"Hipertiroidismo não tratado relaciona-se com o aumento da incidência de abortamento e de parto pré-termo, baixo peso, pré-eclampsia, insuficiência cardíaca", alerta Maria João Oliveira, endocrinologista e Membro do Conselho Científico da Associação das Doenças da Tiróide.

  • vacinação

Prof. Luís Varandas: “Se não vacinarmos, as doenças infecciosas vão reemergir”

“Os serviços de saúde estão organizados para garantirem uma separação entre os doentes Covid e os não-Covid. O risco é muito baixo e os benefícios da vacinação são muito altos”, diz o Prof. Luís Varandas, pediatra e membro da Comissão de Vacinas da SPP.

Go to Top