SaudeOnline.pt / Neuroline / neuro-entrevistas
  • AVC

AVC. “Metade dos indivíduos com 50 anos já apresenta, pelo menos, três fatores de risco”

Segundo o vice-presidente da SPAVC, Vítor Tedim Cruz, "rever o controlo destes fatores, anualmente, com o seu médico de família é um passo crucial" na prevenção de eventos como o AVC, ou enfarte agudo do miocárdio.

AVC. Acesso à reabilitação foi afetado pela pandemia e dificuldades mantêm-se

Em entrevista, a neurologista e diretora do Serviço de Neurologia do Hospital de São João afirma que a "a adequação às normas de segurança [relacionadas com a pandemia] levou a uma diminuição do número de utentes tratados". Cerca de 35% dos sobreviventes têm necessidade de reabilitação precoce intensiva.

Reportagem. Unidade Cerebrovascular do CHULC celebra 18 anos, à procura do ‘continuum de cuidados’

Unidade que trata situações de AVC agudo, no Hospital de São José, defende criação de uma enfermaria para doentes sub-agudos, de modo a assegurar a reabilitação adequada a estas pessoas, diz a médica internista e coordenadora Ana Paiva Nunes.

Infeção por VIH. RCV aumentado e alterações neuropsiquiátricas: duas das comorbilidades que mais preocupam os médicos

Em entrevista, a infecciologista do Centro Hospitalar Universitário do Porto destaca a importância da escolha de uma terapêutica antirretrovírica adequada na população infetada com VIH que apresenta um risco CV comprovadamente superior, bem como o benefício na proteção do sistema nervoso central.

Erenumab. Comparticipação no SNS tornará o acesso “mais fácil”

Cerca de metade dos doentes com enxaqueca têm indicação para fazer terapêutica profilática. São centenas de milhares de portugueses que podem agora ter acesso ao erenumab, um fármaco “bem tolerado”, com poucos efeitos secundários e eficaz em doentes refratários, sublinha a neurologista.

Go to Top