SaudeOnline.pt / Onconline / onco-entrevistas

Cancro colorretal. Inteligência Artificial ajuda a reduzir “missed lesions”

Hospital de Loures tem taxas de deteção de lesões pré-malignas na ordem dos 35 a 40%, devido "à otimização da técnica endoscópica e da sedação e ao desenvolvimento tecnológico da imagem", o que representa um avanço na luta contra o cancro colorretal, adianta, ao SaúdeOnline, o gastrenterologista do Hospital Beatriz Ângelo.

Cancro. Centros portugueses aplicam medicina de precisão mas têm falta de recursos

Portugal “acompanha a evolução da medicina moderna” na área do cancro mas subsistem dificuldades como a carência de recursos humanos e o acesso a tecnologias de ponta, admite o diretor clínico da Fundação Champalimaud, instituição que se encontra na ‘onda da frente’ dos tratamentos inovadores nesta área.

Cancro do Pulmão. “Doentes chegam-nos com a doença mais avançada”

O acesso dos doentes aos Cuidados de Saúde Primários (CSP) ficou comprometido durante alguns meses na pandemia. Por isso, o número de doentes que chegam ao IPO do Porto com cancros do pulmão em fase avançada aumentou. “Muitas vezes nem sequer temos capacidade de tratar o cancro”, sublinha a diretora clínica e oncologista Marta Soares.

Cancro do Pulmão com mutação EGFR. Uso do osimertinib em 1L reduz risco de desenvolvimento de metástases cerebrais

Fármaco já é financiado em Portugal para o tratamento de 1.ª linha. Em entrevista, a pneumologista do IPO de Lisboa Carina Gaspar sublinha que é uma “opção bastante atrativa logo em primeira linha, sobretudo porque reduzimos significativamente o risco de que os doentes venham a desenvolver metástases cerebrais”.

Go to Top