SaudeOnline.pt / Gastronline / gastro-entrevistas

Cancro colorretal. Inteligência Artificial ajuda a reduzir “missed lesions”

Hospital de Loures tem taxas de deteção de lesões pré-malignas na ordem dos 35 a 40%, devido "à otimização da técnica endoscópica e da sedação e ao desenvolvimento tecnológico da imagem", o que representa um avanço na luta contra o cancro colorretal, adianta, ao SaúdeOnline, o gastrenterologista do Hospital Beatriz Ângelo.

  • rui tato marinho

Rui Tato Marinho: “Encefalopatia hepática está subdiagnosticada e é um problema de Saúde Pública”

40 mil portugueses sofrem de cirrose e parte deles pode ter esta condição. Em entrevista, o diretor do serviço de Gastrenterologia do Santa Maria aconselha os médicos a estares atentos a alterações da personalidade nestes doentes.

Tratamento da DII. “Cada vez mais utilizamos os biológicos anti-integrina como primeira opção”

Em entrevista, a vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia pede que todos os doentes tenham "acesso em tempo útil a todos os doentes" a tratamentos inovadores. O grande desafio para o futuro, diz a especialista do Hospital Beatriz Ângelo, é "identificar marcadores pré-clínicos da doença", de modo a antecipar o tratamento.

Doença perianal fistulizante. Terapia com células estaminais é eficaz e tem “ação persistente no tempo”

A Terapia com células estaminais já está a ser utilizada em Portugal e é uma nova esperança para os doentes com doença refratária que não respondem à terapêutica biológica, revela a Drª Paula Ministro, gastroenterologista do Centro Hospitalar de Tondela/Viseu.

Fístulas perianais, um problema incapacitante que está a aumentar em Portugal

As fístulas perianais, que surgem associadas à doença de Crohn (uma doença inflamatória intestinal cuja prevalência está a aumentar) têm um grande impacto da qualidade de vida dos doentes, a maioria deles jovens, explica a gastroenterologista Paula Ministro, do Centro Hospitalar Tondela Viseu.

Go to Top