Sindicato Independente dos Médicos solidariza-se com greve e dá liberdade aos médicos para aderir

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) manifestou hoje a sua solidariedade com os motivos da greve nacional convocada para 31 de janeiro e refere que os profissionais de saúde podem aderir à paralisação se o pretenderem.