SaudeOnline.pt / SN - Especiais
  • literacia

Literacia nas redes: Qual o papel do médico no séc. XXI?

Em matérias de literacia em saúde, o pediatra Hugo Rodrigues e o psiquiatra Gustavo Jesus defendem a mesma posição: "as pessoas nunca tiveram acesso a tanta informação, mas ao mesmo tempo que nunca estiveram tão desinformadas como agora, no sentido de fazerem observações absurdas”.

  • literacia

“Melhores níveis de literacia permitem mitigar a necessidade de prestação de cuidados de saúde”

Em entrevista exclusiva ao SaúdeOnline, o chefe da Divisão de Literacia, Saúde e Bem-Estar da DGS apresenta quais os principais desafios da tutela no aumento da literacia dos portugueses em matérias de saúde pública.

  • Imunização

Semana Mundial da Imunização. “Um dos grandes problemas é a falta de literacia e informação adequada”

"Há um grande trabalho a fazer, pois continuamos a ter taxas de adesão muito baixas em algumas vacinas, devido a alguma resistência da população em aderir à vacinação", afirma o médico membro do GRESP, Tiago Maricoto.

Novos testes genéticos revelam resposta do organismo a fármacos

"Pode-se marcar consulta de Medicina de Precisão sem nenhuma necessidade de referenciação. Ainda que, neste momento parte dos doentes sejam referenciados pela Oncologia ou pela Psiquiatria, que são as especialidades que estão mais atualizadas na necessidade", refere Natália Marto.

  • incontinência urinária

“Quase 20% da população acima dos 40 anos sofre de incontinência urinária”

Segundo Paulo Temido, a incontinência urinária afeta mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo pelo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou esta patologia como um problema major de saúde pública "sendo necessário sensibilizar a população para a importância de tratar esta doença".

  • lesão renal aguda

Lesão Renal Aguda. “É crucial conhecermos as situações que conduzem à lesão renal”

Segundo o nefrologista Aníbal Ferreira, “A manutenção de uma boa perfusão renal, de um débito plasmático renal efetivo, da hidratação do doente, bem como o tratamento dos principais fatores de risco e o compromisso do débito cardíaco são os passos-chave para otimizar a função renal e evitarmos o desenvolvimento de lesão renal aguda”.

  • União das Associações de Doenças Raras

RD-Portugal: Precisamos de uma “estratégia centrada na pessoa com doença rara”

Formalizada em 2021, a RD-Portugal nasce da necessidade de existir uma única estrutura agregadora de Associações de Doenças Raras (DR) em Portugal. Em entrevista exclusiva ao SaúdeOnline, o presidente da União de Associações, Paulo Gonçalves, descreve que passos já foram dados para atingir os objetivos traçados e sublinha a importância de “ouvir e dar voz” a todas as associadas.

  • Dra. Andreia Capela

“É da nossa responsabilidade a tentativa de minorar” os efeitos do diagnóstico de cancro

Em entrevista, a presidente da Associação de Investigação de Cuidados de Suporte em Oncologia (AICSO), Andreia Capela descreveu as várias dimensões do impacto do diagnóstico de cancro e abordou o PROSTATA_MOVE, um projeto que procura melhorar a qualidade de vida dos doentes oncológicos.

  • Dia Internacional do Riso, Fernando Escrich

Dia Internacional do Riso. “86% das crianças/adolescentes colaboram melhor com os tratamentos e exames após o contacto com os Doutores Palhaços”

"Devemos rir o mais possível! Rir ajuda à libertação de serotonina, uma hormona antidepressiva, e de endorfinas, responsáveis pelo bem-estar", defende Fernando Escrich, o diretor artístico da Operação Nariz Vermelha.

  • rui campante teles

Doenças valvulares. “Estamos a falar de patologias muito frequentes em Portugal”

Em entrevista ao SaúdeNotícias, o cardiologista de intervenção Rui Campante Teles caracterizou as duas principais doenças valvulares e alertou para a sua prevalência a nível nacional. “As doenças cujo processo é degenerativo também estão a aumentar, como é o caso da insuficiência mitral e da estenose aórtica”, explicou.

Go to Top