SaudeOnline.pt / Dermaonline / derma-entrevistas

Entrevista. Dermatologia: Inteligência artificial, estética, teledermatologia e investigação são os maiores desafios

Em entrevista, o presidente eleito da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), Paulo Filipe, aponta os grandes desafios que vão marcar os próximos anos na Dermatologia e aborda os desafios do mandato de dois anos que tem pela frente, a iniciar em janeiro de 2023.

O fim de um ciclo. “A SPDV saiu fortalecida. Foi gratificante, mas já é altura de passar o testemunho”

Ao fim de oito anos na direção da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), seis como presidente e dois como vice-presidente, António Massa faz, em entrevista, um balanço positivo, referindo-se a uma SPDV mais saudável, mais robusta e mais global.

“Na infância, a dermatite atópica tem um impacto maior que a diabetes, a doença renal crónica ou a fibrose quística”

Ana Brasileiro, dermatologista do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC), alerta para a necessidade de se procurar ajuda médica para a dermatite atópica. Em entrevista, a propósito do Dia Mundial da Dermatite Atópica, que se assinala hoje, realça que até para os casos mais graves existe resposta.

Falta de dermatologistas no SNS. “Há um desencanto e fora as condições são melhores”

Mais de metade dos dermatologistas trabalha fora do SNS. Em entrevista, o presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV) critica os baixos salários no setor público, a falta de investimento nos serviços de dermatologia e os elevados valores pedidos em processos judiciais contra os médicos. Veja o vídeo.

Dermatologia em Moçambique. “A maior dificuldade é a abordagem terapêutica”

Por isso, é importante a participação de especialistas moçambicanos nos congressos portugueses, de onde levam "conhecimento e novas abordagens terapêuticas", salienta a dermatologista Serema Langa Luís, do Hospital Provincial de Matola (Maputo), à margem da Reunião de Primavera da SPDV.

Entrevista. Monkeypox deve “manter-se na comunidade com o mesmo padrão”

A dermatologista Cândida Fernandes, do Hospital dos Capuchos, e que viu os primeiros casos detetados de infeção por Monkeypox em Portugal, ressalva que "é difícil prever a evolução dos vírus". Veja a entrevista, feita no âmbito da Reunião Anual da Primavera da SPDV.

Desafios nas dermatites de contacto alérgicas

Cerca de 20% da população portuguesa tem uma alergia de contacto. Em entrevista, a propósito da Reunião de Primavera da SPDV, a dermatologista e professora da FMUC fala de algumas situações de sensibilização alérgica e destaca a importância de distinguir entre as alergias de contacto e as alergias por via sistémica. Veja o vídeo.

Go to Top