Guidelines hipertensão 2023: Highlights para a prática clínica

“Guidelines hipertensão 2023: Highlights para a prática clínica” foi o tema do simpósio patrocinado pela Tecnimede. Os intervenientes foram o internista Jorge Polónia e os médicos de família Rosa de Pinho e Paulo Pessanha, como oradores, e Manuel Viana, médico de família, como moderador, mas que abordou também o tema do idoso hipertenso.

  • HTA

“O grau de controlo [dos doentes hipertensos] está aquém daquilo que consideramos adequado”

Rosa de Pinho, médica de família, é uma das oradoras da sessão “Guidelines hipertensão 2023: highlights para a prática clínica”. Em entrevista a médica fala sobre as principais novidades destas novas orientações, para o tratamento da HTA, um importante fator de risco cardiovascular e cujo grau de controlo ainda está aquém do espectável. Esta sessão conta também com Jorge Polónia, internista, e Paulo Pessanha, médico de família, como oradores, e com Manuel Viana, médico de família, como moderador.

Hipertensão. “Em equipa é possível mudar o panorama do risco cardiovascular”

Rosa de Pinho é a Presidente do 18.º Congresso Português de Hipertensão e Risco Cardiovascular Global, da Sociedade Portuguesa de Hipertensão, que decorre entre amanhã e domingo, no Algarve. Em entrevista, fala sobre as novas guidelines europeias da ESH 2023 e sobre o papel de diferentes profissionais de saúde no controlo do risco cardiovascular.

  • hipertensão

Hipertensão. “Em equipa é possível mudar o panorama do risco cardiovascular”

Rosa de Pinho é a Presidente do 18.º Congresso Português de Hipertensão e Risco Cardiovascular Global, da Sociedade Portuguesa de Hipertensão, que decorre entre amanhã e domingo, no Algarve. Em entrevista, fala sobre as novas guidelines europeias da ESH 2023 e sobre o papel de diferentes profissionais de saúde no controlo do risco cardiovascular.

  • hipertensão

Hipertensão arterial: “Ainda temos uma taxa de controlo muito abaixo do esperado”

Rosa de Pinho assumiu recentemente a presidência da Sociedade Portuguesa de Hipertensão. É a primeira especialista em Medicina Geral e Familiar a presidir a esta sociedade científica. A médica fala dos objetivos da nova Direção, dos principais desafios da área, entre outros assuntos. No seu entender, apesar haver “uma variedade grande de fármacos para tratar os hipertensos”, a “taxa de controlo ainda está muito abaixo do esperado”.

2023-05-04T15:37:52+01:004 Mai, 2023|Sapo|
  • hipertensão

Hipertensão arterial: “Ainda temos uma taxa de controlo muito abaixo do esperado”

Rosa de Pinho assumiu recentemente a presidência da Sociedade Portuguesa de Hipertensão. É a primeira especialista em Medicina Geral e Familiar a presidir a esta sociedade científica. A médica fala dos objetivos da nova Direção, dos principais desafios da área, entre outros assuntos. No seu entender, apesar haver “uma variedade grande de fármacos para tratar os hipertensos”, a “taxa de controlo ainda está muito abaixo do esperado”.

  • hipertensão

Hipertensão. “A baixa taxa de controlo é explicada pela falta de adesão à terapêutica e pela inércia médica”

Em entrevista, a presidente-eleita da Sociedade Portuguesa de Hipertensão, Rosa de Pinho, sublinha que muitas vezes os especialistas de MGF ainda protelam o início da terapêutica anti-hipertensiva e lamenta a falta de equipas multidisciplinares nos CSP para gerir os doentes hipertensos.

  • hipertensão

Hipertensão arterial: “muitos doentes deixaram de tomar a sua medicação”

No período pré-pandemia, “Portugal estava num ótimo caminho, no que se refere à consciencialização das pessoas para a hipertensão”, informa a presidente da Sociedade Portuguesa de Hipertensão.

Go to Top