SaudeOnline.pt / Cardionline / cardio-investigação

S. aureus: Estudo da Universidade de Coimbra ajudará a melhorar a escolha da antibioterapia

O estudo, publicado na revista Nature Communications, mostrou que a bactéria S. aureus “tem um estilo de vida intracelular predominante, o que pode justificar a mudança dos critérios clínicos para escolha de antibióticos contra esta bactéria”.

  • DPOC

Tabaco pode explicar envelhecimento prematuro do coração, conclui estudo

A lesão celular induzida pelo cigarro e a resposta imune inflamatória são os dois prováveis mecanismos que explicam o envelhecimento prematuro, diz um estudo da FMUP.

  • tumores

i3S e INESC TEC desenvolvem ferramentas para monitorizar doenças cardiovasculares

O projeto europeu “CARE-IN-HEALTH” visa, nos próximos cinco anos, desenvolver e testar ferramentas tecnológicas para a prevenção, diagnóstico e monitorização de doenças cardiovasculares.

“Na IC, a única terapêutica eficaz na deficiência de ferro é a carboximaltose férrica endovenosa”

Existem 400 mil doentes com insuficiência cardíaca (IC) em Portugal. Esta patologia crónica, que pode ser muito incapacitante é a primeira causa dos internamentos acima dos 65 anos, pode agravar-se ainda mais se houver deficiência de ferro. O alerta é de José Silva Cardoso, cardiologista e docente da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

  • Insuficiência Cardíaca

Diferenças entre sexos na Insuficiência Cardíaca estudadas por investigadores da FMUP

A equipa de investigadores irá incidir sobre os mecanismos celulares e moleculares que estarão na génese de um tipo de insuficiência cardíaca que é mais prevalente em mulheres.

Cardiomiopatia dilatada. Criada aplicação que determina se a doença tem origem genética

A aplicação, já disponibilizada aos profissionais, permite que os médicos ajustem o tratamento e identifiquem os familiares que também herdaram a doença.

Uso de anti-inflamatórios associados a insuficiência cardíaca em diabéticos

O estudo aponta que o consumo habitual de anti-inflamatórios não esteroides está associado, a curto prazo, a uma primeira hospitalização por IC em pacientes com DT2.

Go to Top