Suicídio é um comportamento raro que deve ser abordado com “muita cautela”

A psiquiatra do Hospital de Beja alerta para impacto enorme que este “ato sem retorno” tem nos sobreviventes, isto é, na família, amigos, colegas de trabalho.