“A educação terapêutica da diabetes reveste-se de especial importância em todas as fases da doença”

Em entrevista, a especialista do Serviço de Endocrinologia do Centro Hospitalar Universitário de São João e professora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Eva Lau, destaca como os aGLP-1 “revolucionaram” o tratamento farmacológico da DT2 e como as novas insulinas permitem uma melhor adaptação do esquema terapêutico ao estilo de vida da pessoa com diabetes tipo 1.