Número de médicos intensivistas pode não ser suficiente para ventiladores

Número de médicos intensivistas pode não ser suficiente para a quantidade de ventiladores que está a chegar a Portugal, admite o médico João Gouveia.

João Gouveia, que esteve presente na conferência diária sobre a pandemia de covid-19 em Portugal, garantiu, no entanto, que existem condições para formar outros profissionais, se for necessário, para assegurar o tratamento dos doentes que necessitem de ventilação invasiva.

“Podemos não ter, em número individual, médicos suficientes para poder tratar todos os doentes, mas está a ser pensada toda uma estrutura que permite o tratamento adequado desses doentes através do trabalho de outros profissionais, sob responsabilidade dos intensivistas”, explicou.

Segundo o presidente da comissão de acompanhamento, em Portugal existem mais de 260 médicos especialistas em medicina intensiva e, nos últimos dias, o país já recebeu 144 ventiladores novos.

“Podemos chegar a um ponto em que não temos recursos humanos suficientes para os recursos materiais que estamos neste momento a instalar”, admitiu João Gouveia, acrescentando que, à partida, já existe uma carência de medicina intensiva em Portugal.

SO/LUSA

 

[box] Notícias Relacionadas:

Covid-19: Serviços de saúde vão ter o dobro de ventiladores

Secretário de Estado da Saúde anunciou a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem.

Medtronic partilha especificações técnicas e manuais de fabrico de ventiladores

Objetivo da empresa é permitir que todas as indústrias avaliem a possibilidade de fabrico rápido de ventiladores para ajudar os médicos e os doentes.

Ordem dos Médicos alerta para falta de resposta aos outros doentes prioritários

Ordem alerta que doentes prioritários não covid-19 estão a ser relegados para segundo plano, em áreas que “não podem esperar” como a oncologia ou os transplantes.

Ordem dos Médicos defende revisão dos critérios para uso universal de máscaras

OM defende que a DGS deve rever, com caráter de urgência, os critérios de utilização universal das máscaras, sobretudo nos espaços públicos.

Ordem dos Médicos condena encerramento do SAMS e pede intervenção do Governo

Ordem dos Médicos condena o encerramento total do hospital e clínicas do SAMS e insta o Governo a intervir com vista à reposição da normalidade.

Sindicatos médicos pedem “reunião urgente” com a ministra da Saúde

Pedido deve-se ao “rápido crescimento da incidência” da covid-19 e do número de clínicos infetados.

[/box]
ler mais

RECENTES

ler mais