SaudeOnline.pt / Especial Alergias 2021

Alergia a veneno de himenópteros: Imunoterapia “é o único tratamento que consegue modificar a história da doença”

As reações sistémicas a veneno de himenópteros podem atingir cerca de 7% da população, diz a imunoalergologista do Hospital de Santa Maria. Contudo, a imunoterapia veio revolucionar o acompanhamento do doente alérgico ao veneno de abelhas e vespas, com as taxas de resposta a poderem chegar aos 100%.

2021-07-08T12:03:22+01:008 Jul, 2021|Entrevista, Especial Alergias 2021, Notícia Fechada|
  • agudizacao asma

A rinite alérgica “deve ser a doença crónica mais frequente na nossa população”

Os números são expressivos: a rinite alérgica atinge 22% dos portugueses, a asma quase 7% e a coexistência das várias doenças alérgicas é significativa. O Dr. José Alberto Ferreira analisa o panorama nacional das várias entidades da doença alérgica e deixa um alerta: é preciso voltar a comparticipar a imunoterapia, o único tratamento modificador da história natural da doença.

2021-07-08T12:03:11+01:008 Jul, 2021|Entrevista, Especial Alergias 2021, Notícia Fechada|

“Os testes in vitro são uma ferramenta fundamental para a correta orientação do doente alérgico”

São importantes para identificar e dosear a presença de anticorpos capazes de desencadear uma reação alérgica a um alergénio específico e fundamentais para a escolha da composição imunoterapia específica com extratos alergénicos. A responsável da Consulta de Alergia Alimentar do Serviço de Imunoalergologia do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho e coordenadora do grupo de interesse desta área no seio da SPAIC reconhece o papel cada vez mais determinante no controlo das doenças alérgicas.

2021-07-08T12:29:33+01:008 Jul, 2021|Entrevista, Especial Alergias 2021, Notícia Fechada|
Go to Top