Num estudo recentemente publicado, um grupo de cientistas da Universidade de Pequim, China, concluiu que o consumo de ovos pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, diminuindo a probabilidade de AVC em 26%.

Agora, a investigação liderada por Nicholas R. Fuller, da Universidade de Sidney, Austrália, analisou os efeitos do consumo deste alimento em pessoas com alto risco de diabetes tipo 2 e com pessoas com a doença. O estudo DIABEGG reuniu 128 adultos, 18 anos ou mais, que foram aleatoriamente selecionados para seguirem uma alimentação saudável para a perda de peso, incluindo um consumo baixo ou elevado de ovos ao longo de um ano.

Durante esse período, a perda de peso foi semelhante para os dois grupos, não se registando diferenças na glicemia, nos níveis de lípidos, na inflamação e stress oxidativo, concluem os investigadores. “Uma dieta saudável com base nas diretrizes da população e incluindo mais ovos do que é normalmente recomendado por alguns países pode ser consumido em segurança”, lê-se no estudo.

Os resultados estão publicados na plataforma The American Journal of Clinical Nutrition.

Saúde Online