24 Jun, 2021

Variante Delta está em 23 países e Portugal é um dos que menos sequencia

Esta variante é entre 40% a 60% mais transmissível do que a variante Alpha e está associada a um maior risco de hospitalizações e mortes.

A variante Delta do vírus SARS-CoV-2 está presente em 23 países europeus, entre os quais Portugal, que é dos que menos sequencia amostras covid-19, segundo dados divulgados pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC).

O relatório indica que “até 21 de junho de 2021, foram identificados casos da variante de preocupação Delta em 23 países da União Europeia e Espaço Económico Europeu”. A agência europeia assinala ainda que a proporção desta mutuação “entre os casos sequenciados durante as semanas 21-22 (de 24 a 30 de maio e de 31 de maio a 6 de junho) de 2021 variou de zero para 66,2%, embora o volume sequenciado varie significativamente por país”.

Segundo os dados do ECDC, que têm por base as notificações feitas pelos países, Portugal foi dos países europeus que menos sequenciou amostras nestas semanas de maio e junho (entre 1 a 59), enquanto a maioria dos países sequenciou entre 60 a 499 amostras e até mais de 500, em alguns casos. Do total destas amostras monitorizadas por Portugal, mais de 50% diziam respeito à variante Delta.

No relatório, o ECDC estima que a variante Delta represente 90% das infeções na Europa até ao final de agosto e um aumento nos internamentos e mortes, pedindo o centro europeu rápidos avanços na vacinação.

Esta mutuação é entre 40% a 60% mais transmissível que a variante detetada no Reino Unido (Alpha), estando ainda associada a um maior risco de hospitalizações e mortes. A agência europeia refere que “aqueles que receberam apenas a primeira dose – de um processo de vacinação de duas – estão menos protegidos contra a infeção da variante Delta do que contra outras variantes, independentemente do tipo de vacina”.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais