30 Ago, 2019

Técnica inovadora para tratar hérnias lombares e cervicais chega a Portugal

A equipa de neurocirurgia de um hospital privado, na Amadora, está a implementar uma técnica que permite tratar hérnias de disco sem cirurgia.

Chama-se Nucleoplastia Percutânea por Laser Eutérmico (NPLE) e trata-se de um procedimento minimamente invasivo para tratar hérnias de disco – nas regiões lombar e cervical – e que chega pela primeira vez a Portugal.

Dr. Rodrigo Gorayeb, neurocirurgião

Segundo o neurocirurgião Rodrigo Gorayeb, do corpo clínico do Trofa Saúde Hospital (da Amadora), esta técnica consiste na “aplicação de uma fonte de laser de baixa temperatura através de uma fibra ótica introduzida por dentro de uma agulha numa localização muito precisa do disco herniado sob controlo de raio-x sem lesão das estruturas perivertebrais e nervosas adjacentes”.

O objetivo é reduzir a pressão entre os discos, o que resulta num alívio da tensão sobre os nervos e, em consequência, numa diminuição da dor sentida pelo doente. Para além de reduzir de forma significativa o risco de recidiva, isto é, de uma hérnia voltar a surgir no mesmo local, tem também uma taxa de sucesso muito elevada (acima dos 80%), o que torna esta técnica na mais promissora de todas as outras alternativas que existem para evitar a cirurgia. Tanto as infiltrações epidurais como as nucleólises ou a ozonoterapia apresentam taxas de sucesso mais baixas, entre os 30 e os 50%.

A NPLE é realizado sob sedação leve, sem dor e em regime de ambulatório. Os resultados surgem ao fim de 24 horas.

TC/SO

ler mais

RECENTES

ler mais