26 Out, 2018

Prémio Nacional de Saúde distingue neurologista José Remísio Castro Lopes

O Prémio Nacional de Saúde 2018 distinguiu o neurologista José Remísio Castro Lopes pelo seu contributo na área da doença vascular cerebral, que permitiu reduzir a morbilidade e mortalidade desta doença, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde.

O júri decidiu atribuir o prémio, no valor de 50 mil euros, ao Professor José Remísio Castro Lopes, médico, neurologista, tendo em conta, “além da excelência do seu percurso profissional, clínico e académico, o seu contributo para a obtenção de ganhos em saúde na área da doença vascular cerebral, com incessante atividade de difusão de princípios e terapias”, refere a DGS em comunicado.

Este contributo teve “resultados na redução da morbilidade e mortalidade desta patologia tão grave e significativa em termos de saúde pública”, adianta a Direção-Geral da Saúde.

O Júri de Atribuição do Prémio Nacional de Saúde foi constituído por Walter Friederich Alfred Osswald, que presidiu, pelos bastonários das ordens dos Médicos, dos Enfermeiros, dos Farmacêuticos, dos Médicos Dentistas, dos Psicólogos, dos Biólogos, dos Nutricionistas, pelo diretor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e pelo diretor da Escola Nacional de Saúde Pública.

O Prémio Nacional de Saúde do Ministério da Saúde distingue anualmente “uma personalidade que tenha contribuído, inequivocamente, para a obtenção de ganhos em saúde ou para o prestígio das organizações de saúde no âmbito do Serviço Nacional de Saúde”.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais