21 Out, 2021

Nova variante que está a colocar o Reino Unido em alerta já chegou a Portugal

Nova variante, a AY. 4.2, já representa 6% dos casos de infeção no Reino Unido, numa altura em que as infeções neste país atingem o valor mais alto desde janeiro.

Uma nova variante de SARS-CoV-2, a AY. 4.2, que está a gerar preocupações junto dos cientistas no Reino Unido, já chegou a Portugal, tendo sido identificados, em território nacional, nove casos de infeção com esta variante desde agosto, nas amostras que o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (Insa) analisou.

De 24 de agosto a 4 de outubro, foram analisadas nove sequências genéticas, com as duas mutações adicionais que caracterizam esta variante (Y145H e A222V), refere o Insa no relatório semanal “Diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal”, divulgado esta terça-feira e citado pelo Observador.

Existem, pelo menos, 32 sublinhagens da variante Delta. A mais frequente em Portugal é a sublinhagem AY.4, na qual surgiram duas novas mutações que deram origem à AY.4.2, que terá tido origem na Índia.

Esta variante “está atualmente a subir de frequência” no Reino Unido, representando já cerca de 6% dos novos casos de infeção no país. Esta evolução coincide com a subida das novas infeções no Reino Unido, que atingiram na segunda-feira o número mais elevado desde janeiro.

A questão é saber se a nova variante contribuiu para este recente aumento dos contágios. Alguns especialistas, como o diretor da Iniciativa Genómica do Covid-19 no Instituto Wellcome Sanger, sugerem que esta variante poderá ser entre 10 e 15% mais transmissível do que a variante Delta. No entanto, outros como Andrew Pollard (investigador-chefe dos ensaios da vacina de Oxford), dizem que é pouco provável que esta variante venha a mudar drasticamente o cenário atual da pandemia.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais