8 Out, 2019

Médicos demissionários e direção clínica do Garcia de Orta chegam a acordo

Os 10 chefes de equipa de urgência que tinham pedido a demissão a 12 de setembro chegaram a um princípio de entendimento com a direção clínica

Os 10 chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta (Almada) que tinham pedido a demissão em 12 de setembro chegaram hoje a um princípio de entendimento com a direção clínica daquela unidade de saúde, revelou fonte hospitalar.

“Houve um princípio de entendimento para uma base de trabalho com o objetivo para se tentar ultrapassar os problemas”, informou a administração do Hospital Garcia de Orta, no distrito de Setúbal.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, João Araújo Correia, revelou que “foi abandonada a ideia de retirar cirurgia geral da presença física no serviço de urgência, o que iria sobrecarregar ainda mais a medicina interna, que atende grande parte dos doentes no serviço de urgência”.

“Neste momento, existe um ambiente mais distendido que permite trabalhar na procura de soluções para outros problemas da urgência”, acrescentou João Araújo Correia, salientando que, não obstante haver agora esse clima de maior abertura das partes, os “c