Membro da Concelhia de Lisboa do PSD denuncia redução ilegal de horários médicos


Membro da Concelhia de Lisboa do PSD denuncia redução ilegal de horários médicos

António Alvim, médico de família numa USF de modelo B, em que a remuneração é sensível ao cumprimento de objetivos, diz que a ARSLVT tem aprovado e remunerado, ilegalmente, horários de 35 horas a médicos com suplementos retributivos por aumento de lista que justificariam pelo menos 40 horas semanais. Valor pago a mais é superior a 2.5 milhões de euros mensais.

Todas as notícias em Polémica