18 Jan, 2021

Covid-19. Portugal é o país do mundo com mais casos por milhão de habitantes

Incidência está acima dos mil casos por milhão de habitantes. E em relação aos óbitos, Portugal tem o terceiro pior registo a nível mundial.

Os dados mais recentes referem-se ao dia 17 de janeiro (domingo) mas desde, pelo menos, sexta-feira que Portugal figura no topo dos países com mais casos confirmados de infeção por SARS-CoV-2 a nível mundial. Segundo os dados do site Our World in Data, da Universidade de Oxford, Portugal registou ontem (domingo) uma incidência de 1045 casos por milhão de habitantes. Seguem-se Israel com 946 e Irlanda com 596.

Se analisarmos a média dos últimos sete dias, até domingo, Portugal fica em segundo lugar com 926 casos, muito acima de países como Irlanda (726), Espanha (626), Reino Unido (682), Estados Unidos (658) ou República Checa (773). O único país com mais casos médios diários na última semana é Israel (996).

A Irlanda era, na semana anterior (de 3 a 10 de janeiro), o país com a taxa mais alta do mundo: 1394, seguida do Reino Unido com 810, e Portugal com 735.

Quando aos óbitos, Portugal surge em terceiro lugar nos últimos sete dias, com uma taxa de 14,8 mortes por milhão de habitantes. Só o Reino Unido (16,5) e  República Checa (16,3), tiveram pior registo.

Tanto num como noutro indicador, percebe-se que a situação em Portugal tem vindo a agravar-se. E não se pode dizer que Portugal tem uma situação epidemiológica grave porque teste mais do que os outros país. Pelo contrário. Portugal fez, em média, nos últimos sete dias, 4,78 testes por mil de habitantes (um valor que, aliás, tem vindo a cair). Israel, por exemplo, tem uma taxa muito superior (12,83),  A Irlanda regista 5,71 e a Áustria lidera destacada (57,85).

Quanto à taxa de testes positivos, um indicador que é útil para avaliar o nível de disseminação da infeção na comunidade, Portugal tem vindo a piorar. Na última semana, 17,7% dos testes geram um resultado positivo. Na Europa, só quatro países tem taxas piores: a Ucrânia (27%), a Eslovénia (25%), a Eslováquia (23%) e a Suécia (20%). A liderar este ranking está o México, país onde 43% dos testes dão positivo.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais