3 Jun, 2022

Bastonária dos enfermeiros arguida por recebimento indevido de ajudas de custo

Ana Rita Cavaco terá recebido mais de 3 mil euros mensais em quilómetros que nunca terá percorrido. Há mais membros da Ordem dos enfermeiros constituídos arguidos.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, foi constituída arguida um processo-crime no qual é investigado o pagamento indevido de quilómetros, sob a forma de ajudas de custo, que alegadamente não foram feitos. A notícia é avançada esta sexta-feira pelo jornal Expresso. Segundo o semanário, outros dez membros da OE são também arguidos neste processo.

A denúncia partiu de uma antiga vice-presidente da OE – também arguida neste processo (que deverá estar concluído em julho) – que admitiu ter falsificado quilómetros e ter recebido o valor dos mesmos como forma de complemento do ordenado.

O processo-crime foi aberto na sequência de um relatório da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), entregue à Polícia Judiciária, e que indica que, em três meses do ano de 2016 (julho, agosto e setembro), Ana Rita Cavaco recebeu montantes entre os 3.265 euros e os 3.984 euros, o que significa que terá percorrido mais de 400 quilómetros por dia. Os pagamentos indevidos terão durado entre fevereiro e outubro de 2016 e serviriam para pagar uma espécie de ajuda de custo fixa.

A atual bastonária foi interrogada em março deste ano, depois de a PJ ter feito buscas na sede da OE, em Lisboa.
SO
ler mais

RECENTES

ler mais