1 Jul, 2022

Visitas dos Doutores Palhaços têm “efeitos muito positivos” nas crianças hospitalizadas

Visitas melhoram a colaboração das crianças com os tratamentos e exames e ajudam-nas a superar melhor a dor, concluiu um estudo. A diretora do serviço de Pediatria do Hospital de Braga confirma o "efeito muito positivo" destas visitas nas crianças, pais e profissionais.

Aquilo que, durante muito anos de atuação da Operação Nariz Vermelho (ONV), era apenas uma perceção – a de que a visita dos Doutores Palhaços a crianças hospitalizadas tinha efeitos benéficos sobre estas, que iam para além da mera felicidade momentânea – já foi comprovado por diversos estudos. Estas visitas melhoram a colaboração das crianças com os tratamentos e exames e ajudam-nas a superar melhor a dor.

Isso mesmo ficou demonstrado num estudo, intitulado “Rir é o Melhor Remédio”, realizado no Serviço de Pediatria do Hospital de Braga, e que concluiu que 86% das crianças/adolescentes colaboram melhor com os tratamentos e exames após o contacto com os Doutores Palhaços; 84% toleram melhor a dor; e 93% esquecem, por alguns momentos, que estão no hospital.

No ano em que celebra o 20º aniversário, falámos com uma médica que lida diariamente com o trabalho da ONV e também com o diretor artístico da ONV. A diretora do Serviço de Pediatria e Neonatologia deste hospital da região Norte, Almerinda Barroso Pereira, destaca, ao SaúdeOnline, “o efeito muito positivo da visita dos doutores palhaços nas crianças, pais e profissionais”.

“Os doentes crónicos, com vários internamentos, que já conhecem os doutores palhaços, pedem para não ter alta pois sabem que no dia seguinte vão ter a sua visita e não querem ir para casa. Pedem para só ter alta após a visita dos doutores palhaços”, sublinha a médica, destacando a colaboração de todos os profissionais do hospital com a ONV.

Presente já em 100 serviços pediátricos, de 17 hospitais públicos, a ONV cobre cerca de metade das unidades hospitalares com serviços pediátricos. “Embora o trabalho dos Doutores Palhaços se trate de uma intervenção artística e não tenha uma finalidade terapêutica, as intervenções são únicas e adaptadas a cada criança e situação, ajudando-as a esquecer, por momentos, que estão no hospital, longe da sua casa, família, amigos e daquela que consideram a sua normalidade”, diz Fernando Escrich, diretor artístico da ONV, ao SaúdeOnline.

Mas, afinal, que alterações fisiológicas podem provocar os risos motivados pelas visitas dos Doutores Palhaços? “Está provado que aumenta o ritmo cardíaco, a oxigenação do sangue, diminui as hormonas do stress e liberta hormonas benéficas ao organismo, como serotonina (antidepressivo natural) e endorfinas (hormona do bem-estar); massaja os músculos de órgãos vitais; diminui a dor e produz uma sensação geral de bem-estar”, explica Fernando Escrich.

A equipa artística da Operação Nariz Vermelho é composta por 33 Doutores Palhaços. São artistas profissionais com formação específica em contexto hospitalar, que, todos anos, realizam mais de 50 mil contactos com as crianças hospitalizadas. Atuando em duplas, estes profissionais do riso promovem jogos ou outras brincadeiras com as crianças durante uma manhã, uma tarde ou até um dia inteiro.

Dia Internacional do Riso, Fernando Escrich

“A ONV traz alegria às crianças internadas. Durante a visita dos doutores palhaços todos estão felizes e parece que, pelo menos por aqueles instantes, até sem doenças”, salienta a pediatra Almerinda Barroso Pereira.

Deixada para trás a fase aguda da pandemia, que impossibilitou a visita presencial dos Doutores Palhaços (dificuldade rapidamente contornada pela TV ONV, o canal de YouTube onde foram partilhados centenas de vídeos dos Doutores Palhaços nas suas casas, e pelo Palhaços na Linha, com visitas virtuais através de tablets), a ONV está de novo nos hospitais numa altura em que celebra 20 anos de existência.

E o futuro? “O nosso sonho é, um dia, visitar todas as crianças e adolescentes nos serviços de pediatria dos hospitais em Portugal. Para alcançarmos esse sonho, precisamos de contratar mais artistas, mas ainda existe falta no mercado de profissionais formados nesta especialidade de Palhaço de Hospital. É por isso que outro dos nossos objetivos é criar uma Escola de Palhaços onde vamos poder formar artistas e dar-lhes competências específicas para atuarem em contexto hospitalar”, diz o diretor artístico da ONV. Tudo para garantir que nunca faltará um sorriso às crianças internadas nos hospitais portugueses.

SO

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais