Mário Paiva >> VI Jornadas de Pediatria de Vila Franca de Xira: pediatras querem os infantários lado a lado com a Saúde no combate às infeções

A Academia CUF irá realizar, de 31 de março a 1 de abril a sexta edição das Jornadas de Pediatria de Vila Franca de Xira. O evento terá lugar, no Centro Cultural do Morgado, em Arruda dos Vinhos

Com o objetivo principal de divulgar a inovação mais recente junto dos profissionais da área Pediatra, a iniciativa pretende ainda sensibilizar a comunidade.
As jornadas têm como destinatários profissionais de saúde, educadores, professores e pais.

Procuramos mais aproximação à comunidade, em conjunto com os nossos colegas da medicina geral e familiar, tendo assim também uma grande parcela das jornadas dedicada aos educadores”, esclareceu Mário Paiva, Diretor de Serviço de Pediatria do Hospital de Vila Franca de Xira (HVFX).

Organizada pela Academia CUF, o programa da iniciativa inclui a discussão de vários temas, tendo em destaque a infeciologia, as infeções nos infantários e a vacinação.

No que diz respeito à vacinação, irão abordar, essencialmente, quais as vacinas e quando devem ser administradas.

Por outro lado, “vamos também abordar as infeções a nível do contágio, que é um tema muito controverso. Em relação as infeções nos infantários as crianças que estão nos infantários têm mais infeções do que as que não estão”, explicou Florbela Cunha, Pediatra Geral no HVFX, especialista na área de infeciologia.

Estabelecer pontes e chegar a um consenso

Ao SaúdeOnline, a especialista revelou que um dos principais objetivos das jornadas é tentar chegar a um consenso acerca das infeções nos infantários.

“Há uma grande divergência entre aquilo que nós achamos que é o percurso principal que as crianças devem seguir entre as infeções ligeiras, autolimitadas, virais e as banais, que não têm grande progressão no estado viral e aquilo que os infantários atualmente obrigam as pessoas a fazer.

É importante falarmos sobre isso, tendo em conta o ponto de vista de um colega de pediatria, uma educadora e um médico de medicina geral e familiar, para conseguirmos chegar a um consenso, apesar de não saber se isso será possível”, salientou Florbela Cunha.

Segundo a especialista, as infeções mais frequentes nos infantários são as infeções virais, maioritariamente respiratórias.

Por sua vez, com a realização destas jornadas, segundo a Helena Sofia, também Pediatra no HVFX, pretende-se “estabelecer pontes, aproximar, divulgar, sendo que na área há muito pouca informação que passa para fora do hospital”.

De acordo com os organizadores, não se pretende lançar um alerta sobre o problema, mas que os infantários trabalhem lado a lado com a Saúde no combate às infeções.

SO/CS

Consulte aqui o programa da sexta edição das jornadas.

ler mais

RECENTES

ler mais