Vacinação oral pode reduzir para metade número de infeções respiratórias

Estas vacinas permitem estimular o sistema imunitário das mucosas e assim prevenir infeções bacterianas e virais, explica o médico imunoalergologista.

O imunoalergologista Mário Morais de Almeida explica que “as vacinas orais anti-infecciosas (inespecíficas), através do uso de extratos bacterianos, permitem estimular o sistema imunitário das mucosas e, assim, permitem prevenir eficazmente infeções respiratórias de todo o aparelho respiratório, bacterianas e virais, obtendo-se uma redução de até metade do número de infeções respiratórias nos vários grupos etários, da criança ao idoso”.

São, acrescenta, “igualmente eficazes quando indicadas em doenças respiratórias crónicas, como adjuvante ao tratamento, diminuindo até 35% o número de episódios de sibilância, o número de antibióticos, bem como o número de agudizações de doentes com rinossinusite, asma ou DPOC”.

Deste modo, a vacinação oral contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas durante o inverno, em especial “nos que têm risco acrescido para infeções respiratórias de repetição ou que sofrem de doenças respiratórias crónicas, como a rinossinusite, a asma, a DPOC, doenças metabólicas como é o caso da diabetes e da obesidade, e das doenças crónicas de outros órgãos vitais como do coração, do rim ou do fígado.”

O médico, que é também presidente da Associação Portuguesa de Asmáticos, recorda algumas medidas importantes para previnir as infeções respiratórias: “proteger-se e proteger os outros da tosse e dos espirros, usar máscaras, nunca esquecer a lavagem cuidada e regular das mãos, para além de evitar exposições nocivas como o tabaco”.

A palavra de ordem é, por isso, prevenir. Até porque algumas infeções podem ter graves consequências e levar mesmo à morte. “Apenas para exemplificar, a cada dia são internadas mais de 100 pessoas por pneumonia e, destas, morrem, em Portugal, quase 20 pessoas. Em cada dia, dia após dia e ainda antes desta pandemia… E existem vacinas. Existe prevenção, que pode prevenir a gravidade destes casos e, ao mesmo tempo, reduzir custos”, refere o especialista.

Com o intuito de informar mais e melhor a população em geral, a OM Pharma lançou o site https://antecipeoinverno.pt/.

TC/COMUNICADO

ler mais

RECENTES

ler mais