Universidade de Coimbra investe 300 mil euros em tecnologia de medicina dentária

A Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) fez um investimento no valor de 315 mil euros em equipamento para as clínicas de medicina dentária e de ortodontia, duas das três clínicas desta área

Os novos equipamentos, que vão ser inaugurados hoje, representam “o maior volume alocado à renovação de vinte equipamentos dentários, que constituem duas das três clínicas da área da medicina dentária”, afirma a UC, em comunicado de imprensa.

A FMUC passa a dispor de uma “câmara intraoral policromática”, que permite “adquirir imagens reais a três dimensões de ambas as arcadas dentárias”, refere a UC, sublinhando que esta é “a primeira instituição pública de ensino da medicina dentária [em Portugal] a usufruir deste tipo de equipamento”.

Do novo equipamento também faz parte, por exemplo, um microscópio para “microfocagem e ampliação até 40 vezes, com uma câmara de vídeo integrada”, ferramenta “essencial” no ensino pré e pós-graduado de algumas especialidades, destaca a UC.

A instalação destes novos meios técnicos na medicina dentária e ortodontia representam “um nível de esforço que esperamos possa ter continuidade nos próximos anos, para que tudo o que está à disposição dos docentes de medicina dentária possa sofrer uma renovação profunda”, disse o diretor da Faculdade, Duarte Nuno Vieira, citado pela UC.

Para a coordenadora de medicina dentária da FMUC, Isabel Poiares Batista, este investimento é “uma mais-valia inequívoca” para esta área da faculdade, na qual “normalmente são efetuadas as primeiras consultas, algumas aulas de pré-graduação e aulas clínicas dos cursos de pós-graduação”, que vinham a ser feitas com recurso a meios que têm mais de 25 anos.

Agora vai ser possível “facilitar e capacitar o aumento de oferta na prestação de serviços à comunidade e ter outro tipo de acesso a tratamentos altamente diferenciados”, sublinha a responsável.

Trata-se de “uma clara aposta noutra vertente fundamental” da prestação de cuidados de saúde altamente especializados à comunidade”, sustenta o coordenador da pós-graduação de ortodontia da FMUC, Francisco do Vale.

“A clínica da pós-graduação em ortodontia tem em tratamento mais de 800 pacientes com dismorfias craniofaciais, provenientes de todo o país continental e ilhas, que são consultados com periodicidade mensal”, salienta Francisco do Vale.

LUSA/SO

 

Gedeon Richter

ler mais

RECENTES

ler mais