22 Set, 2016

Universidade de Coimbra é líder em Portugal da “Champions League” da Ciência e Inovação

De acordo com o Vice-Reitor responsável pela área de investigação, Amílcar Falcão, a liderança da UC reflete «a excelente capacidade dos nossos investigadores em se adaptarem a uma nova realidade, mais competitiva e mais exigente"

A Universidade de Coimbra (UC) é a instituição portuguesa com mais projetos aprovados no Programa Comunitário Horizonte 2020, anunciou há pouco a instituição em comunicado.

Isso mesmo revela o ebook “Learn from the champions in Horizon 2020″, obra que, além de identificar os campeões do Horizonte 2020 em toda a Europa e em cada país, explica porque foram “tão bem sucedidos neste programa comunitário altamente competitivo”.

Foram analisados 4.190 projetos H2020 e 7.804 organizações contempladas com financiamento Horizonte 2020 com base nos dados fornecidos pela Comissão Europeia.

A UC viu aprovadas três dezenas de candidaturas, obtendo mais de oito milhões e meio de euros (8.855.053,24 €) de financiamento que vai contribuir para estudos nas mais diversas áreas de investigação.

De acordo com o Vice-Reitor responsável pela área de investigação, Amílcar Falcão, a liderança da UC reflete «a excelente capacidade dos nossos investigadores em se adaptarem a uma nova realidade, mais competitiva, mais exigente, mas também mais compensadora para quem pretende estar na vanguarda da criação de conhecimento».

“Enhancing Research in Ageing at the University of Coimbra” é o projeto que mais financiamento conseguiu, mais de dois milhões de euros, e visa promover a excelência na investigação científica na área do envelhecimento ativo, estando prevista a criação de um Instituto Multidisciplinar de Investigação especializado (MIA, acrónimo em inglês).

Outro projeto europeu emblemático, coordenado pela UC, o Shaping EUROpean policies to promote HEALTH equity, tem como objetivo principal avançar no conhecimento das políticas que têm o maior potencial para melhorar a saúde e a equidade na saúde entre as regiões europeias, com especial incidência nas zonas metropolitanas (273 regiões europeias, 9 áreas metropolitanas).

Destaque ainda para o projeto “NOMORFILM – novel marine Biomolecules against Biofilm. Application to medical devices”, um projeto que pretende descobrir antibióticos produzidos por microalgas para combater de forma eficaz as infeções hospitalares.

Redes Sociais:
Email
X (Twitter)
Visit Us
Follow Me
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram
ler mais
Redes Sociais:
Email
X (Twitter)
Visit Us
Follow Me
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram
ler mais