5 Mai, 2021

Taxa de natalidade nos EUA desce para mínimo de mais de 100 anos

A taxa de natalidade baixou em quase todas as faixas etárias e em mulheres de todas as principais raças e etnias.

A taxa de natalidade dos Estados Unidos (EUA) caiu 4% em 2020, a maior descida anual em quase meio século, para um mínimo de mais de 100 anos, com a pandemia de covid-19 a desincentivar o alargamento das famílias norte-americanas, segundo um relatório do Governo.

De acordo com o relatório do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, que será divulgado hoje e a que a Associated Press (AP) teve acesso, a taxa de natalidade baixou em quase todas as faixas etárias e em mulheres de todas as principais raças e etnias, caindo para o valor mais baixo desde que as autoridades federais de saúde começaram a registá-lo, há mais de um século.

Os nascimentos têm vindo a diminuir nas mais jovens há alguns anos, com muitas mulheres a adiar a maternidade ou a ter menos filhos.

No entanto, as taxas de natalidade para mulheres na faixa dos 30 e 40 anos vinham a aumentar lentamente, mas não no ano passado.

“A descida nos nascimentos mesmo no caso de mães mais velhas é bastante impressionante”, disse à AP Brady Hamilton, do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças, principal autor do novo relatório.

Os especialistas concluíram que a pandemia contribuiu para a descida da taxa de natalidade no ano passado, motivada pela ansiedade em relação à covid-19 e o seu impacto na economia, que fez com que, provavelmente, muitos casais considerassem a altura desfavorável para ser pais.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais