8 Jun, 2021

Santo António é agora o hospital com maior número de queixas

Entidade Reguladora da Saúde revelou que as reclamações aumentaram em 2020.

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) revelou que em 2020 as reclamações aumentaram (mais 4.375) e os elogios diminuíram (menos 1493). O Centro Hospitalar do Porto (que engloba o hospital de Santo António) é agora a entidade com mais reclamações recebidas pela ERS.

Já Lisboa manteve-se a região com o maior número de processos que dão entrada no sistema de gestão de reclamações da ERS.

No ano passado, a ERS registou 84.525 reclamações, tendo 59.539 ocorrido em 2020, e 10.453 elogios. O setor público somou mais queixas – 70,2% dos processos de reclamação, mas tem uma atividade maior do que o privado.

A Administração de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo voltou a ser a entidade com mais reclamações – num universo de 325 estabelecimentos (centros de saúde, hospitais) – com um total de 11.039 (13,1% do total). Apesar de haver quase o mesmo número de inscritos em Lisboa e na região Norte, as reclamações de Lisboa são mais do dobro das da Administração Regional de Saúde do Norte (5.144, 6,1% do total).

Quantos às unidades hospitalares, o Centro Hospitalar Universitário do Porto foi o que teve mais reclamações – 4.045, seguido do Hospital de São João (3.466), o Hospital Lusíadas, em Lisboa (2.289), o Hospital de Braga (2.277) e o Hospital da Luz (2.195). As principais razões das queixas no setor público são o acesso ao mesmo e no privado os custos.

Relativamente a elogios, o Centro Hospitalar Universitário do Porto foi o que reportou o maior número de mensagens positivas, de seguida a ARS de Lisboa e Vale do Tejo, o Hospital da Luz, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte e a ARS Norte.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais