28 Jul, 2021

Ordem dos Psicólogos defende igualdade de oportunidades na infância

A OPP ofereceu o seu contributo para a criação do documento que promove o acesso aos cuidados de saúde e à educação.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) apresentou o seu contributo para a criação de uma Garantia Europeia para a Infância, proposta pela Comissão da União Europeia, a qual procura garantir “que todas as crianças na Europa em risco de pobreza ou de exclusão social têm acessos aos direitos mais básicos, como os cuidados de saúde e a educação”.

O documento promovido reforça a necessidade de se respeitar os princípios de igualdade de oportunidades, equidade e inclusão desde os primeiros anos de vida as crianças e a OPP aproveitou a oportunidade para reforçar a importância da “promoção da saúde psicológica enquanto estratégia de prevenção e combate da exclusão social e das desigualdades”.

“A prevalência das perturbações entre as crianças e adolescentes até aos 18 anos tem aumentado nos últimos anos, sendo que pelo menos uma em cada cinco crianças apresenta evidências de problemas de saúde psicológica”, sublinhou a investigação que reforça a atual prevalência de problemas psicológicos nos mais novos.

Segundo explica o documento promovido, “combater os fatores de desigualdade e de exclusão social logo nos primeiros anos de vida das crianças é uma abordagem custo-efetiva, que contribui para o seu desenvolvimento e inclusão, dando-lhes a possibilidade de se tornarem adultos capazes, com mais oportunidades de ter melhores resultados a nível da saúde psicológica”.

Neste sentido, a prioridade assenta na criação de ambientes que promovam a saúde e o bem-estar das crianças, com o propósito de minimizar a prevenção de desenvolvimento de patologias mentais. De acordo com a OPP, é necessário “apostar num conjunto de estratégias de prevenção, intervenção e promoção da saúde psicológica”.

ler mais

RECENTES

ler mais