Ordem dos Enfermeiros apoia a greve marcada para março

A Ordem afirma estar sempre do lado dos enfermeiros e das suas reivindicações. A paralisação está marcada para 22 e 23 de março.

A greve, convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, será um protesto pela falta de concretização dos compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

“Neste momento não existe revisão da carreira, não foi cumprido o pagamento do suplemento a especialistas, nem das horas extraordinárias feitas pelos enfermeiros, que já superaram os dois milhões”, lê-se no documento emitido pela Ordem.

De acordo com a Ordem, não há contratação de enfermeiros: “É o pior período a este nível, tendo havido mais contratação no tempo da ‘troika’”, advertindo ainda que espera que não se repita a marcação de faltas injustificadas, “como aconteceu” na greve realizada em setembro.

Os enfermeiros alegam que nenhum dos compromissos que o Governo assumiu com esta classe profissional foi cumprido, nem há perspetiva de vir a ser.

LUSA/SO

ler mais

RECENTES

ler mais