24 Mai, 2018

OMS publica a primeira Lista de Diagnósticos Essenciais

Pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma lista de testes de diagnóstico que considera essenciais para promover melhores resultados no âmbito da saúde global.

Consciente da importância do diagnóstico na prevenção de doenças, a OMS criou a Lista de Diagnósticos Essenciais (EDL, na sigla inglesa), servindo também de complemento à já lançada Lista de Essenciais de Medicação.

A lista é composta por 113 testes de diagnóstico: 58 são de rotina (sangue, urina, …) destinados a detetar uma vasta gama de condições clínicas. Estes testes estão agrupados por disciplina (química clínica, serologia, hematologia, microbiologia e micologia).

Os outros 55 são focados na deteção de doenças específicas, que a OMS considera que são prioritárias, como o HIV, tuberculose, malária, hepatites B e C, HPV e sífilis.

“Estou muito contente por isto”, afirma o Dr. Madhukar Pai, citado no site do The New York Times, diretor de saúde global na escola de medicina da Universidade McGill e membro do painel que criou este documento. “Mas estou consciente de que publicar esta lista em Genebra não vai magicamente fazer com que os testes de malaria fiquem disponíveis no Vietnam. Cada país deve fazer a sua própria lista para tornar a ideia real”.

A OMS não pretende que esta lista tenha um carácter absoluto, mas sim que seja um manual de referência e orientação para os vários países, de forma a que selecionem e implementem os seus testes tendo em consideração o peso de cada doença a nível nacional, e as diferentes prioridades e necessidades.

Saúde Online

 

ler mais

RECENTES

ler mais