15 Jan, 2020

MINSAIT agiliza diagnósticos e melhora prevenção através da telemedicina

A empresa permite a prestação de serviços de saúde à distância através da definição de novos modelos de assistência domiciliária e atendimento médico não presencial.

A Minsait, uma empresa da Indra, está a trabalhar ativamente no desenvolvimento de soluções e plataformas digitais que enfrentem os desafios provocados pela transformação da pirâmide populacional e o aumento de doentes crónicos.

Onesait Healthcare, o conjunto de soluções de saúde da empresa, foi projetado para abranger todas as áreas de assistência e gestão de um sistema de saúde e promover a implementação da transformação digital a nível global, incluindo, entre outras, soluções de teleassistência domiciliária ou atendimento médico não presencial.

Além de soluções, a empresa, líder em consultoria de Transformação Digital e Tecnologia da Informação na Espanha e na América Latina, também é uma referência em inovação na área da saúde. Um dos seus mais recentes projetos nesta linha foi o Telederma, um projeto inovador que a Minsait desenvolve em parceria com a Bidafarma, a segunda maior cooperativa farmacêutica em Espanha, um total de 9 200 farmácias espanholas poderão oferecer aos seus clientes a possibilidade de obter, num tempo máximo de 48 horas, um diagnóstico para a deteção precoce de melanoma e outros cancros de pele.

Para beneficiar deste serviço de teledermatologia, o paciente só tem de responder a um questionário médico que o farmacêutico envia, juntamente com um conjunto de fotografias captadas com um dermatoscópio, para uma equipa de especialistas do hospital, através da plataforma Minsait. Após receberem o alerta de teleconsulta, os especialistas emitem, de forma totalmente digital, uma avaliação que o farmacêutico imprime e entrega ao paciente.

Joana Miranda, diretora da área de saúde da Minsait em Portugal explica que este projeto de telemedicina tem várias vantagens, como “a redução do tempo de espera dos doentes, a eliminação de deslocações desnecessárias, um maior número de pessoas com acesso a uma valorização dermatológica e uma melhoria no diagnóstico precoce do cancro de pele. Por outro lado, do ponto de vista organizacional, esta solução de telemedicina permite também que os especialistas deem prioridade aos casos mais urgentes, nomeadamente os casos que apresentam alguma lesão”.

 

Projetos que revolucionam a assistência médica

 

A aplicação Digital Doctor é outra solução de telemedicina Minsait já implementada em Espanha. Esta aplicação, desenvolvida para os clientes da seguradora DKV, fornece uma orientação prévia ao diagnóstico. Inclui um rastreador de sintomas que guia o utilizador através de um questionário apoiado por um algoritmo científico, com o objetivo de gerar um primeiro relatório, que já inclui os antecedentes do utilizador.

Com o resultado do relatório no ecrã, o utilizador tem a possibilidade de entrar em contacto com o médico através de chat, marcar uma consulta por videochamada ou solicitar que entrem em contacto consigo, independentemente da hora e local onde se este encontra, para receber aconselhamento médico. Em menos de dois anos, esta aplicação já foi descarregada mais de 45.000 vezes.

A tecnologia de teleassistência também está a contribuir para melhorar a qualidade de vida de doentes crónicos e idosos, aumentando a eficiência e sustentabilidade dos sistemas de saúde. A iniciativa Hogar Digital, desenvolvida em Espanha e que conta com o apoio Minsait, coloca em prática um modelo de controlo teleassistido e proativo de pacientes crónicos, facilitando a deteção precoce de uma possível deterioração da saúde e evitando deslocações. Graças à tecnologia Internet das Coisas (IoT), permite a interconexão entre os dispositivos biométricos e os diferentes sistemas como o Historial Clínico Digital e facilita a configuração de alertas por cada variável biométrica do doente, a fim de detetar potenciais situações de risco.

Desde há muitos anos que a telemedicina é considerada uma ferramenta crucial para a transformação dos serviços de assistência na saúde, tanto na esfera pública como na privada. Segundo estudos do setor, a implementação da telemedicina e a monitorização dos pacientes, principalmente crónicos, reduzem os internamentos hospitalares em 50%, as urgências em 40% e, consequentemente, os custos médicos. Outros dados, como os que foram extraídos do estudo ICOR (Insuficiência Cardíaca de Otimização Remota) apresentado no Congresso Europeu de Cardiologia de 2017, mostram que o prognóstico de pacientes com insuficiência cardíaca melhoraria significativamente e que os custos de saúde seriam reduzidos para metade com a sua implementação.

Mais de 80 milhões de pessoas nos quatro continentes partilham as soluções e sistemas de saúde desenvolvidos pela Minsait, uma empresa da Indra que agrupa os negócios de consultoria em transformação digital e tecnologias de informação. A sua tecnologia é utilizada por mais de 125 000 profissionais em mais de 5 800 centros de saúde e hospitais. A Minsait é líder na implementação e desenvolvimento de aplicações no Sistema Nacional de Saúde de Espanha e está a desenvolver projetos pioneiros em países como as Filipinas, Bahrein, Chile ou Colômbia.

ler mais

RECENTES

ler mais