29 Set, 2021

Médicos continuam sem receber horas extra e subsídio de risco, diz a FNAM

A Federação Nacional dos Médicos fala em falta de honestidade da tutela e está a ponderar avançar para tribunal.

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) garante que “há médicos da linha da frente [do combate à pandemia] que continuam sem receber as horas extraordinárias que realizaram”. Para além disso, a estrutura sindical diz que a tutela ainda não corrigiu “o pagamento do trabalho suplementar realizado nos restantes meses” em alguns casos.

Em julho, a FNAM denunciou que, em muitas unidades de saúde, além da valorização da remuneração do trabalho suplementar, a atribuição do subsídio extraordinário de risco e de dias de férias adicionais não foram cumpridos.

Segundo a FNAM, alguns destes problemas persistem, sem que a tutela tivesse demonstrado uma “intenção genuína de compensar os profissionais de saúde”. A organização, liderada por Noel Carrilho, fala em falta de honestidade e está a ponderar seguir a via judicial “contra as instituições de saúde incumpridoras”.

A FNAM adianta que está a proceder a um inquérito nacional aos médicos sobre estas questões. Em aberto fica ainda a possibilidade de os médicos poderem avançar para “medidas reivindicativas mais duras”.

LUSA

Notícia Relacionada

Pandemia. Medidas de compensação não estão a ser cumpridas, diz a FNAM

ler mais

RECENTES

ler mais