20 Out, 2020

LEO Pharma: Nuno Brás é o novo Diretor-Geral para Portugal e Espanha

Nuno Brás, licenciado em Ciências Farmacêuticas, conta com dez anos de experiência na LEO Pharma, onde ocupou diferentes cargos de direção e estratégicos em diversos países.

A empresa LEO Pharma anunciou a incorporação de Nuno Brás como novo Diretor-Geral para a Portugal e Espanha.

Em comunicado, a farmacêutica adianta que “esta nomeação responde ao novo Plano Estratégico 2030 promovido pela LEO Pharma, baseado no crescimento e na inovação para transformar o laboratório no fornecedor líder de medicamentos inovadores que ajudem os doentes com doenças de pele”.

Assim, Nuno Brás assume o comando dos mercados “estratégicos” português e espanhol para reforçar o posicionamento da empresa e contribuir para o crescimento da região Europa+ (Europa, Canadá, AU/NZ).

Licenciado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de Lisboa e MBA na Universidade Católica Portuguesa, Nuno Brás possui uma vasta experiência na área da saúde. O novo Diretor-Geral da LEO Pharma para a Portugal e Espanha faz parte da empresa desde 2011, onde ocupou vários cargos de direção, entre eles o de Diretor-Geral da LEO Pharma em Portugal e nos Países Nórdicos. Desde 2019, desempenhava o cargo de Vice-presidente da LEO Pharma para França, Canadá e Benelux.

Neste novo cargo, Nuno Brás avança que o objetivo é contribuir com a sua experiência e os seus conhecimentos “para ajudar a desenvolver e implementar um plano de crescimento nestes dois mercados”.

Nuno Brás substitui Paolo Cionini, que passa agora a liderar a área EUCAN da LEO Pharma e os vários países que a compõem (Canadá, Suíça, Áustria, Republica Checa/Eslováquia, Benelux, Países Nórdicos, Grécia, Austrália/Nova Zelândia), depois de ter liderado a empresa com sucesso em Portugal e Espanha durante os últimos quatro anos.

A LEO Pharma disponibiliza uma gama de terapêuticas destinadas a pessoas que sofrem de doenças de pele em mais de 130 países por todo o mundo. Sediada na Dinamarca, a LEO Pharma chegou a Portugal em 1997.

Comunicado/SO

ler mais

RECENTES

ler mais