4 Jun, 2018

José Ferreira Santos destaca papel da SPC em combater a iliteracia da população em saúde

Maio foi o mês do Coração, assinalado com a campanha “Coração Capaz” da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) que pretende consciencializar a população para os riscos das doenças cardiovasculares. Com o intuito de saber mais sobre esta iniciativa, o Saúde Online falou com José Ferreira Santos, secretário geral da SPC, que reforça que em todos os meses devemos arriscar mais pelo coração.

A campanha chama-se “Coração Capaz”. No âmbito das doenças cardiovasculares, em que aspetos é que a população precisa de ‘arriscar’ mais?

Esta campanha vem incentivar as pessoas a fazer mais pela saúde do seu coração. A Sociedade Portuguesa de Cardiologia convida os portugueses a desafiarem-se e a aprender mais sobre as doenças cardiovasculares. Por outro lado, é igualmente importante que arrisquem mais na atividade física e na mudança de hábitos de vida, ou seja, que tenham em mente que nunca é tarde para mudar e para se superarem.

As doenças cérebro-cardiovasculares encontram-se no topo das causas de mortalidade no nosso país, pelo que o derradeiro objetivo da Sociedade Portuguesa de Cardiologia e, em particular desta campanha, é o de melhorar a saúde cardiovascular dos portugueses.

O que queremos são pessoas que não ponham o coração em risco, mas que arrisquem mais pelo coração!

Que retrato traça da população portuguesa numa avaliação de literacia relativamente a doenças cardiovasculares?

Apesar das campanhas e de toda a informação difundida nos últimos anos sobre as doenças cardiovasculares e seus fatores de risco, a população portuguesa ainda desconhece muitos aspetos associados a estas doenças. A Sociedade Portuguesa de Cardiologia tem lutado contra a iliteracia dos cidadãos em saúde.

O que é importante reter no Mês do Coração?

Embora maio seja conhecido como o mês do coração, todos os meses devem sê-lo. É importante que as pessoas compreendam que as mudanças de hábitos não podem ser pontuais, mas que sejam programadas a longo prazo. Por outro lado, é uma altura em que conseguimos chegar mais às pessoas, sensibilizá-las e consciencializá-las através de campanhas como a “Coração Capaz”, oportunidades que são sempre bem-vindas.

Saúde Online

ler mais

RECENTES

ler mais