9 Abr, 2021

Infeções aceleram em Espanha com quase 10 mil casos em 24 horas

As regiões com os níveis mais elevados de incidência por 100 mil habitantes são as de Navarra (380), Madrid (315) e País Basco (289).

A Espanha registou 9.901 novas infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.336.637 o total de infetados até agora no país, continuando os contágios a subir, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol.

Os serviços de saúde também contabilizaram desde terça-feira 142 mortes atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 76.179.

O nível de incidência acumulada (infeções) em Espanha subiu de 168 (quarta-feira) para 175 (hoje), diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Navarra (380), Madrid (315), País Basco (289) e Catalunha (184).

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 1.136 pessoas com a doença (1.184 na quarta-feira), das quais 301 em Madrid, 232 na Catalunha e 183 na Andaluzia.

Por outro lado, baixou para 9.384 o número de hospitalizados com a covid-19 (9.412), o que corresponde a 7,5% das camas, das quais 2.024 pacientes em unidades de cuidados intensivos (2.009), 20,3% das camas desse serviço.

As autoridades sanitárias espanholas avançaram com a proposta de alargar a vacinação com a AstraZeneca à faixa etária dos 66 aos 69 anos, depois de na quarta-feira ao fim do dia terem decidido cancelar a utilização deste fármaco em pessoas com menos de 60 anos e continuar a administrá-la apenas na faixa etária entre os 60 e os 65 anos.

A mudança de critérios nos grupos de vacinação com a AstraZeneca foi decidida depois de se conhecerem as conclusões da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), o que forçou as comunidades autónomas espanholas a suspender a convocação das pessoas já contactadas com menos de 60 anos.

Resta agora voltar a marcar a vacinação destes grupos com outros medicamentos e decidir o que fazer com as mais de 2,3 milhões de pessoas vacinadas com AstraZeneca que ainda não receberam a segunda dose.

A ministra da Saúde, Carolina Darias, deixou em aberto a possibilidade de duas opções: não dar a segunda dose (visto que a primeira já tem um grau de proteção de 70%) ou receber uma vacina de outra empresa farmacêutica.

Os serviços sanitários espanhóis anunciaram hoje que 3.020.450 pessoas já receberam as duas doses da vacina contra a covid-19, o que corresponde a 6,4% da população de cerca de 47 milhões de habitantes do país.

SO/LUSA

Notícias Relacionadas

ler mais

RECENTES

ler mais