2 Jul, 2019

Hospital de Vila Franca de Xira é agora o melhor do país

Hospital ficou em primeiro lugar na avaliação feita pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS). Pódio continua a ser dominado por três PPP.

O Hospital de Vila Franca de Xira, inaugurado em 2013, e cujo contrato de concessão o governo decidiu não prolongar, é o melhor do país, segundo a Entidade Reguladora da Saúde, que avaliou 96 hospitais em várias áreas clínicas. O pódio da “Excelência Clínica” continua a ser ocupado por três parcerias público-privadas: Vila Franca de Xira, Cascais e Braga.

A avaliação teve em conta as áreas em que cada hospital tem mais notas máximas e quem tem mais avaliações de Excelência Clínica no total. O hospital de Vila Franca conseguiu 6 notas máximas (nível 3) de entre 13 áreas submetidas para Excelência Clínica: Cirurgia de Ambulatório, Cirurgia Geral (Cirurgia do Cólon), Área de Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Área de Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-natais), Área de Pediatria (Cuidados Neonatais) e Área de Cuidados Transversais (Avaliação da Dor Aguda). Nas restantes, esta PPP conseguiu uma classificação de nível 2.

O Hospital de Cascais, que ficou em segundo lugar, também teve 6 notas máximas mas apenas submeteu 11 áreas à avaliação do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (da ERS). Teve, então, nota 3 em Cirurgia de Ambulatório, Ginecologia (Histerectomias), Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-natais), Pediatria (cuidados neonatais) e Ortopedia (Tratamento cirúrgico da fratura proximal do fémur). As restantes 5 foram avaliadas com nota 2.

O Hospital de Braga, que estava em primeiro lugar no ano passado, cai agora para a terceira posição do ranking. Tal como Vila Franca, o governo decidiu também não renovar a concessão desta unidade hospitalar, gerida há 10 anos pelo grupo José de Mello Saúde. Das 14 áreas de Excelência Clínica submetidas, três obtiveram nota máxima: a Área de Cardiologia (Enfarte Agudo do Miocárdio), a Área de Cirurgia de Ambulatório e a Área de Pediatria (Cuidados Neonatais). Nas restantes onze áreas, o hospital conseguiu uma classificação de 2.

Positivo é o facto de quase 80% dos hospitais avaliados (79 em 122) terem recebido a classificação de Excelência Clínica, cumprindo todos os critérios para a prestação de cuidados de saúde de qualidade.

Os dados indicam ainda que, relativamente ao anterior ciclo de avaliação, divulgado em outubro de 2018, foram menos os hospitais que cumpriram todos os critérios, mas o relatório refere que tal diferença se deve ao facto de ter aumentado o número de prestadores que não enviaram informação necessária por causa da transição do sistema de codificação.

Tiago Caeiro

ler mais

RECENTES

ler mais