11 Jul, 2017

GMV ajuda a desenvolver nova geração de simuladores clínicos para medicina personalizada

A GMV participa, partilhando o seu conhecimento em simulação e Big Data na área da saúde, no projeto H2020 RAINBOW

A GMV encontra-se a investigar o desenvolvimento da próxima geração de ferramentas de simulação biomecânica, práticas e fáceis de usar pelos profissionais médicos, que otimizem a conceção de tratamentos clínicos personalizados e que os especialistas poderão utilizar sem necessidade de recorrer à intervenção de técnicos. Isto no âmbito do RAINBOW, um projeto incluído na Innovative Training Networks (ITN) do programa Horizonte 2020.

O objetivo do projeto “Simulação Rápida de Biomecânica para o Desenho Clínico Personalizado” (RAINBOW) é desenvolver conhecimento em áreas específicas da simulação clínica. Para tal, o trabalho será realizado em três vertentes: inovação e investigação, colaboração com a indústria para medir o impacto clínico dos desenvolvimentos e formação. O projeto estender-se-á ao longo de quatro anos, durante os quais a GMV colaborará com as restantes entidades participantes na investigação, entre elas a Universidad Rey Juan Carlos, a Universidade de Cardiff em Gales, o Centro Nacional de Investigação Científica de França, a Universidade do Luxemburgo, o Hospital Hvidovre e as Universidades Aalborg e Kobenhavns na Alemanha, entre outros.

A GMV, no contexto do projeto RAINBOW e respondendo ao propósito da ITN, contribuirá para a formação de uma nova geração de investigadores criativos e inovadores capazes de transformar os conhecimentos e as ideias em produtos e serviços para o benefício económico e social da União Europeia. Neste caso concreto, tratar-se-á do desenvolvimento de ferramentas de simulação clínica que serão aplicadas no diagnóstico, prognóstico, monitorização, formação cirúrgica, planificação, orientação, desenho de próteses, operações de implantes e dispositivos médicos.

Os especialistas clínicos têm a responsabilidade da tomada de decisões de desenho, quer sejam na conceção de tratamentos, intervenções ou dispositivos. As ferramentas TIC, graças ao avanço registado nos modelos fisiológicos virtuais e na medicina computacional personalizada, conferem aos especialistas clínicos a capacidade para trabalhar com modelos de simulação de pacientes que lhes permitem tomar decisões de desenho com mais informação.

A colaboração da GMV para conseguir que a medicina personalizada alcance todo o seu potencial baseia-se na sua ampla experiência no desenvolvimento de simuladores clínicos de sucesso, como são os casos do simulador cirúrgico insightArthro(VR) ou do planeador de radioterapia intraoperatória radiance.

Benefícios do projeto

As aptidões de simulação, biomecânica, anatomia e fisiologia adquiridas pelos investigadores do projeto RAINBOW serão de grande utilidade para desenvolver soluções de desenho clínico computacional de próxima geração.

Segundo a OCDE, em alguns países da UE, o gasto em saúde ultrapassa 10% do PIB e com tendência para aumentar. Para fazer frente a desafios como o envelhecimento da sociedade, a incapacidade, a fragilidade, a formação de especialistas, etc., a inovação no âmbito das TIC na área da saúde torna-se imprescindível.

Por isso, a aposta da GMV no desenvolvimento de tecnologias de simulação de biomecânica rápida de qualidade de produção, assim como na formação de pessoal altamente especializado nesta temática, atesta o seu compromisso com a inovação nas TIC para o setor da área da saúde. A enorme quantidade de dados de pacientes disponíveis, a tecnologia de imagem médica de qualidade e acessível, a que se juntam as tecnologias Big Data capazes de tratar grandes volumes de dados, constituem um cenário propício para impulsionar projetos de simulação clínica e com isto oferecer uma medicina personalizada.

Comunicado de Imprensa

 

ler mais

RECENTES

ler mais