27 Dez, 2018

FNAM aconselha médicos a remarcarem consultas face a falhas informáticas

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) aconselhou, esta quarta-feira, os médicos a remarcarem consultas caso subsistam falhas informáticas nos centros de saúde que os impeçam de consultar o processo do doente ou passar uma receita ou um exame.

A recomendação surge num comunicado em que a estrutura sindical alerta, sem especificar, para o “aumento do número de casos” de falhas no sistema informático dos serviços de saúde, em particular nos centros de saúde.

Face ao “risco acrescido de erro médico” que representa a ausência de meios que permitam ao médico “fazer o diagnóstico ou determinar a terapêutica adequada”, a FNAM aconselha o médico a “remarcar a consulta dentro das disponibilidades das marcações já efetuadas”.

As situações que exigem cuidados médicos prementes terão de ser encaminhadas para as urgências hospitalares, disse à Lusa João Proença, membro da comissão executiva da FNAM.

A Lusa procurou uma reação, aguardando uma resposta, dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, entidade responsável pelos sistemas e tecnologias de informação e comunicação do Serviço Nacional de Saúde.

Já em novembro a Ordem dos Médicos e a Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar tinham avisado para “sucessivas falhas” informáticas que penalizavam médicos e doentes nas consultas.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais