Faltam camas de lar e são precisas mais respostas sociais para idosos em S. Miguel

De acordo com informação disponibilizada na página na Internet do Governo Regional dos Açores, no 2.º semestre de 2017,  não houve nenhum doente de S. Miguel que tivesse transitado para uma resposta social, ao contrário das ilhas Terceira (20%) e Faial (37%), uma situação que  faz com que as pessoas tenham dificuldades aceder quer a lares quer a cuidados continuados, informa o diário dos Açores

No mesmo período foram referenciados 227 utentes e a percentagem de admissão dos utentes cifraram-se nos 70%.

Na Região são nove as unidades da Rede de Cuidados Continuados Integrados: Vila Franca do Campo, Ribeira Grande, Nordeste, Povoação, SCM SA Lagoa, SCM Ponta Delgada, SCM Angra do Heroísmo, Lar D. Pedro V e CSM Horta.

ler mais

RECENTES

ler mais