16 Ago, 2021

Estudo associa a psoríase e artrite psoriática à calcificação das artérias coronárias

A análise procurou compreender se a psoríase e a APs são fatores de risco independentes para o aumento de doenças cardiovasculares.

De acordo com um novo estudo, as pessoas diagnosticadas com psoríase e artrite psoriática (APs) apresentam um risco aumentado de desenvolverem a calcificação das artérias coronárias e eventos cardiovasculares graves. A investigação foi publicada no Journal of Internal Medicine.

Segundo começam por explicar os autores da análise, embora a psoríase seja comummente associada à inflamação da pele e das unhas, a patologia tem sido correlacionada a uma série de fatores de risco para doenças cardiovasculares, para a gravidade da doença coronária e para o aumento da taxa de mortalidade.

Tendo por base que não existe nenhum estudo que tenha procurado explorar os valores de cálcio presentes nas artérias coronárias em doentes com psoríase ou APS, a equipa de investigação procurou analisar dados de pessoas que tenham sindo encaminhadas para a realização de uma angiografia coronária por tomografia computadorizada (ACTC), a qual é uma ferramenta crucial para a previsão do risco de eventos cardiovasculares.

Neste sentido, os especialistas acederam a um banco de dados de saúde de 46 022 utentes dinamarqueses que realizaram a ACTC e identificaram aqueles que tinham sido diagnosticados com psoríase e APs, bem como um grupo de referência sem doenças inflamatórias. Deste conjunto, um total de 1356 tinham a primeira doença e cerca de 370 tinham desenvolvido APs.

De acordo com a sua análise, o valor de calcificação das artérias coronárias foi maior em pacientes com psoríase e APs. No entanto, apenas a psoríase foi associada a um risco aumentado de doença coronária obstrutiva. Através de um período de acompanhamento, foi possível confirmar que os doentes com psoríase também sofriam de um risco aumentado de morte e eventos cardiovasculares.

Conheça o estudo na íntegra aqui.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais