29 Ago, 2019

Esteroides inalados reduzem risco de cancro do pulmão em doentes com DPOC

Equipa de investigadores analisou dados de quase 40 mil pessoas e descobriu uma associação entre o uso de esteroides inalados e o risco de cancro do pulmão.

O uso de esteróides inalados reduz o risco de desenvolvimento de cancro do pulmão em pessoas com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), sugere um estudo publicado no European Respiratory Journal.

Uma equipa de investigadores da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, analisou dados de 1997 a 2007 de 39.676 pessoas na Colúmbia Britânica que viviam com DPOC. Todos os pacientes tinham mais de 50 anos de idade (idade média de 70,7 anos) e todos receberam pelo menos três prescrições relacionadas com a DPOC. 994 (2,5%) desenvolveram cancro de pulmão.

A equipa de investigadores descobriu que os pacientes que usavam esteróides inalados para controlar a DPOC eram muito menos propensos a desenvolver cancro do pulmão – uma associação que permaneceu constante. “Os resultados mostraram que um doente com DPOC que use consistentemente um inalador de esteroides, tem 25% a 30% menos chances de contrair cancro do pulmão, em comparação com pessoas que faziam outros tratamentos”, disse Larry Lynd, co-autor do estudo.

Os esteróides inalados podem ser prescritos para o tratamento da DPOC, particularmente em casos mais graves, nos quais os tratamentos de primeira linha, como os beta-agonistas, não são suficientes. Os beta-agonistas funcionam relaxando os músculos dos pulmões para ampliar as vias aéreas. Enquanto isso, os esteróides atuam diminuindo o número de eosinófilos nos pulmões.

TC/SO

ler mais

RECENTES

ler mais