6 Mai, 2020

Centro Hospitalar do Oeste retoma consultas e cirurgias programadas

Centro Hospitalar retoma também sessões de hospital de dia e exames de diagnóstico e de terapêutica, que estavam suspensos desde 16 de março.

“Tendo em consideração as necessidades dos utentes não urgentes e a diminuição do afluxo dos utentes suspeitos de covid-19, o CHO decidiu retomar esta semana a atividade programada […] em condições de segurança para os utentes e para os profissionais”, refere a instituição em nota de imprensa.

A retoma das consultas e das cirurgias programadas vai ocorrer “de forma gradual”.

Em relação às consultas externas, o CHO vai retomar as consultas presenciais, mas mantém as consultas não presenciais para evitar “deslocações ao hospital, sempre que a situação clínica o permita”.

Quanto às cirurgias, têm prioridade “as cirurgias de ambulatório, que não obrigam ao internamento”.

O CHO recomenda que quem não foi contactado não se desloque ao hospital, uma vez que está a contactar os utentes para reprogramar as consultas ou a remetê-los para teleconsulta.

Para a frequência dos serviços, os utentes deverão deslocar-se apenas 15 minutos antes da hora marcada, para evitar sobrelotação, usar máscara cirúrgica, que lhes vai ser facultada à entrada, higienizar as mãos à entrada e saída do hospital, e manter o distanciamento social de segurança face aos restantes utentes e aos profissionais.

Só é autorizada a entrada de acompanhamentos no caso de utentes dependentes ou menores de idade.

A instituição sublinha que os três hospitais “são locais seguros, já que existem circuitos autónomos destinados aos doentes covid-19 e não covid-19”.

Em 16 de março, o CHO suspendeu consultas externas, cirurgias, sessões de hospital de dia e meios complementares de diagnóstico e terapêutica não urgentes e adiáveis, devido à pandemia.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche e detém uma área de influência constituída, a par destes três concelhos, pelas populações de Óbidos, Bombarral, Cadaval e Lourinhã e de parte dos municípios de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro).

SO/LUSA

ler mais
target="_blank"

RECENTES

target="_blank"
ler mais