7 Mar, 2017

Centro Hospitalar da Cova da Beira tem aparelho inovador para a imunohemoterapia

O equipamento de última geração servirá para realizar testes e provas imprescindíveis para quem precise de uma transfusão de sangue e também na área de diagnóstico imunohematológico

O Centro Hospitalar da Cova da Beira (CHCB), na Covilhã, anunciou hoje que adquiriu um equipamento de última geração para a realização de testes e provas essenciais para quem necessita de uma transfusão sanguínea e na área de diagnóstico imunohematológico.

“IH-500 (BIO-RAD) é o nome técnico deste equipamento de suporte ao diagnóstico e terapêutica, que proporciona resultados rápidos e seguros, ao nível da identificação, análise e triagem do sangue. Este equipamento, ao incorporar um braço de transporte robótico de 6 eixos, oferece um alto nível de automatização da maioria das técnicas laboratoriais e por conseguinte a otimização máxima dos fluxos de trabalho de que um laboratório moderno carece”, refere esta unidade de saúde do distrito de Castelo Branco, em nota de imprensa.

Segundo a informação, “este equipamento realiza todo o tipo de testes imunohematológicos pré-transfusionais, tais como a identificação de grupos sanguíneos, provas de compatibilidade dador/recetor, pesquisa e identificação de anticorpos em grávidas, recém-nascidos e doentes autoimunes, entre outras”.

O CHCB frisa ainda que a aquisição deste equipamento se prende com a prossecução de uma “política organizacional que garanta standards de máxima qualidade, segurança e eficácia clínica em prol do utente” e que tem “a finalidade de assegurar os melhores resultados possíveis”, por exemplo, na realização de uma transfusão sanguínea, “incrementando os níveis de segurança para o doente nomeadamente na prevenção de reações transfusionais”.

“O IH-500 vem agora complementar o sistema Gricode (pulseiras de segurança transfusional) já implementado há vários anos no serviço de Imunohemoterapia e transversal a todo hospital, numa perspetiva unívoca de melhoria contínua e tolerância zero ao erro”, acrescenta a nota.

LUSA/SO

 

Msd - banner_final

ler mais

RECENTES

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ler mais