21 Jun, 2021

Câmara de Lisboa oferece testes a todos os cidadãos (incluindo não residentes)

O plano municipal de testagem "passa a oferecer um número de testes ilimitados" a todas as pessoas nas farmácias de Lisboa.

Os testes gratuitos à covid-19 nas farmácias de Lisboa vão ser ilimitados e disponíveis a todos os cidadãos, inclusive não residentes na cidade, no âmbito do plano municipal de testagem, anunciou a Câmara lisboeta.

Segundo a autarquia, o plano municipal de testagem à covid-19 “deixou de estar limitado a dois testes mensais por morador na cidade de Lisboa, passando a oferecer um número de testes ilimitados, independentemente de ser ou não residente” na capital.

Através do plano municipal de testagem à covid-19, o número de testes efetuados nas farmácias e postos móveis organizados pela Câmara Municipal e pela Cruz Vermelha “mais do que duplicou na última semana, passando de uma média diária de 1.000 testes para mais de 3.500 testes/dia, nos dias 17 e 18 de junho”.

“Desde o dia 31 de março, quando o programa começou, já foram realizados nas farmácias mais de 60 mil testes gratuitos a moradores de Lisboa”, informou a Câmara Municipal em comunicado.

Neste âmbito, a rede de pontos móveis de testagem, que está agora presente em 17 locais, vai ser reforçada a partir desta semana, assim como a regularidade nos pontos de maior procura.

De acordo com a autarquia, as equipas dos serviços de proteção civil municipal de Lisboa vão estar presentes a partir de hoje nas principais artérias comerciais, para “sensibilizar, porta a porta, o comércio local e restauração para a necessidade de testar os seus funcionários”.

“No último mês apenas foram efetuados 31 testes ao abrigo do programa de testes gratuitos que a Câmara de Lisboa disponibilizou para os trabalhadores do comércio e restauração”, referiu o município.

O processo de testagem massiva e gratuita em Lisboa teve início em 31 de março, mas, a partir de 15 de abril, a Câmara Municipal decidiu alargar a testagem nas farmácias à covid-19 a todos os moradores, deixando o programa de estar limitado às freguesias com maior incidência da doença, nomeadamente com mais de 120 casos por 100 mil habitantes.

Na altura, a autarquia salientou que “o alargamento do número de testes, efetuados de forma massiva e universal na cidade, é uma medida central de prevenção da propagação do vírus e na promoção da saúde pública”.

A lista de farmácias aderentes ao programa pode ser consultada em https://www.lisboa.pt/lisboaprotege/saude e os testes devem ser agendados pelos munícipes telefonicamente.

A região de Lisboa e Vale do Tejo tem registado os maiores números de infeção por covid-19. No domingo, registou 641 dos 941 novos casos.

LUSA

Notícias Relacionadas

ler mais

RECENTES

ler mais