11 Mai, 2021

Autotestes à covid-19 vendidos em farmácias registam elevada procura

O autoteste covid-19, desenvolvido em Portugal pelo laboratório Pantest, começou a ser vendido nas farmácias portuguesas há menos de uma semana e já registou uma elevada procura.

O laboratório português Pantest e a farmacêutica Biojam, responsável pela comercialização dos autotestes em Portugal  tiveram de aumentar a capacidade operacional para garantir a distribuição e reposição de stocks em todo o país. O teste rápido do coronavírus Ag (N) (Fossas Nasais) de antigénio é disponibilizado com toda a informação sobre o produto.

Cada embalagem de kits individuais vem com um QR Code que remete o consumidor para um vídeo explicativo e instruções claras e simples para que o teste seja utilizado por qualquer pessoa. Além disso, as empresas disponibilizaram um serviço de apoio prestado via WhatsApp, no qual é possível colocar dúvidas, pedir apoio adicional e enviar fotos dos testes.

A Diretora da Pantest, Catariana Almeida explica que “além da qualidade do próprio teste, uma das nossas preocupações é assegurar que o consumidor terá acesso a toda a informação, de modo a que o processo de autodiagnóstico seja realizado da forma mais correta e segura”.

Os níveis de fiabilidade dos autotestes são elevados, tendo uma sensibilidade de 93,3% e especificidade de 99,2%. O CEO da Bioja, Carlos Almeida conclui que “não há dúvidas que estes autotestes apresentam elevados padrões de qualidade, garantindo ao consumidor uma solução de diagnóstico com níveis de precisão próximos de um teste PCR”.

Os autotestes não precisam de receita médica e podem ser adquiridos por qualquer pessoa com mais de 18 anos.

ler mais

RECENTES

ler mais