2 Nov, 2016

Autarca de Chaves não quer saúde privada financiada quando há serviço público

O presidente da Câmara de Chaves, António Cabeleira, reclamou ao Governo para que deixe de comparticipar acordos com hospitais privados quando os cuidados médicos possam ser assegurados pelo SNS

António Cabeleira, autarca eleito pelo PSD, disse hoje, em comunicado, que defendeu junto do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, que o serviço privado não deve sobrepor-se ao SNS e, por isso, propôs que também o Ministério da Saúde passe a funcionar à semelhança de um modelo idêntico ao recentemente adotado no setor da Educação.

“Isto é, que o Estado não financie o serviço privado quando este pode ser assegurado perfeitamente pelo serviço público”, frisou.

António Cabeleira deu como exemplo o caso de uma unidade hospitalar privada que diariamente leva dezenas de utentes de autocarro a outra cidade, com vista à prestação de cuidados clínicos, comparticipados publicamente.

Os autocarros partem de Chaves e de outras localidades do Alto Tâmega, no distrito de Vila Real.

Isto quando, acrescentou, “podiam ser assistidos no Sistema Nacional de Saúde, de forma célere, com maior comodidade e igual qualidade do serviço, e minimizando as despesas do Estado”.

O presidente da Câmara de Chaves fez este pedido diretamente ao secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, o qual, segundo referiu o autarca, se mostrou recetivo e garantiu que a situação será avaliada.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais