20 Fev, 2018

Até o exercício físico leve pode diminuir a mortalidade entre os homens mais velhos

Um novo estudo vem revelar que até o exercício físico de baixa intensidade é benéfico e pode reduzir a mortalidade entre os homens com mais de 65 anos em 17%.

As recomendações internacionais apontam para cerca de 150 minutos de atividade física aeróbica semanal para as pessoas com mais de 65 anos. Ora, isto equivale a cerca de 20 minutos diários de exercícios destinados a melhorar o desempenho do coração e dos pulmões: corrida ou caminhada, ciclismo, natação. Para além disto, a Organização Mundial de Saúde aconselha atividades de fortalecimento muscular pelo menos dois dias por semana. Demasiado?

Agora, um estudo, que seguiu 1181 homens com uma idade média de 78 anos, revela que, por cada trinta minutos de atividade física leve, o risco de mortalidade por todas as causas diminuiu em 17%. Apesar de o estudo apontar para uma redução da mortalidade mais acentuada entre as pessoas que faziam exercício mais intenso – entre 20 e 30 % -, a novidade é que até com uma atividade física mais leve se podem conseguir resultados satisfatórios.

A equipa de investigadores responsável pelo trabalho de campo, e que foi liderada pela Dra. Barbara Jefferis, do Departamento de Saúde da População do University College de Londres, no Reino Unido, pediu aos participantes para que, entre 2010 e 2012, usassem um dispositivo que medir a quantidade e a intensidade da atividade física.

Os idosos foram todos examinados fisicamente e foram-lhes feitas perguntas sobre o seu estilo de vida, história de doença cardíaca e padrões de dieta e sono. Indivíduos com uma condição cardíaca pré-existente foram excluídos do estudo. Os participantes foram, depois, seguidos clinicamente por um período médio de 5 anos, durante o qual 194 deles morreram.

Em geral, o estudo descobriu uma relação de causa-efeito entre a quantidade total de atividade física e um menor risco de morte por todas as causas. Isso incluiu atividade física de baixa intensidade, como passear o cão ou fazer jardinagem.

Em comunicado, os autores do estudo dizem que os resultados sugerem que todas as atividades, por mais modestas que sejam, são benéficas”.” A descoberta de que [atividade física de baixa intensidade] está associada a menor risco de mortalidade é especialmente importante entre os homens mais velhos, já que a maior parte de sua atividade física diária é de intensidade leve”.

Não se sabe, no entanto, se estes resultados – publicados na British Journal of Sports Medicine – podem ser generalizados para as mulheres.

 

ler mais

RECENTES

ler mais