3 Dez, 2021

Algarve Biomedical Center vai criar primeiro laboratório de investigação genética na região

Laboratório tem como objetivos diagnosticar possíveis doenças hereditárias e adaptar as terapêuticas aos doentes, por exemplo, nas áreas da cardiologia ou oncologia.

O Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve (ABC) anunciou que vai criar o primeiro laboratório de investigação genética no Algarve, para diagnosticar possíveis doenças hereditárias e adaptar as terapêuticas aos doentes.

O projeto, com um investimento superior a um milhão de euros, resulta de uma parceria entre o grupo espanhol Health in code e o organismo também designado por Algarve Biomedical Center (ABC), indicou em comunicado o consórcio algarvio.

O laboratório de investigação genética visa “diagnosticar possíveis doenças hereditárias, apostar na prevenção e adaptar as terapêuticas aos utentes”, lê-se na nota.

Através dos testes genéticos, acrescenta o ABC, “é possível perceber se existe tendência para desenvolver certas patologias e diagnosticar mais de 1.000 doenças raras”.

“No caso da cardiologia, a realização destes testes permite identificar patologias associadas à morte súbita e a outras doenças que afetam o coração”, prossegue a nota.

De acordo com o ABC, o laboratório permitirá também fazer testes nas áreas da neurologia, pneumologia e oncologia.

Segundo o centro académico, a realização destes é “crucial para a escolha do melhor tratamento para cada doente e com isso, melhorar a probabilidade de resposta”.

O laboratório de investigação genética irá funcionar nas instalações da Universidade do Algarve, passando posteriormente para o novo edifício que será construído em Loulé.

O financiamento para a sua criação será assegurado por fundos comunitários, conclui o ABC, consórcio detido em partes iguais pelo Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) e pela Universidade do Algarve.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais